SOS ansiedade e angústia !


depois de um longo tempo estou de volta. não posso dizer que estou 100% curada. de vez em quando a ansiedade, angústia, aflição que sempre está rondando encontra uma brecha e se apossa do meu coração. que coisa mais esquisita. sexta feira de madrugada vou viajar sozinha para orlando. encontrarei uma amiga para comprar o enxoval da minha filha. e a ansiedade está aqui, que medo de ter medo. que cansaço de sempre me sentir insegura. insegura se vou conseguir comprar as coisas, encontrar minha amiga no aeroporto, voltar a tempo para o trabalho. ufa, como sou chata. mas, posso dizer que estou bem, bem melhor, nada comparado a dezembro do ano passado. tudo sob controle e tolerável. só que parece que tinha um véu que cobria minha existência e que agora enxergo as coisas de modo "cru". sabendo que jamais serei feliz nesse mundo de provas e expiações e que voltarei, voltarei, voltarei.....será?!

tem também todo um ciclo repetitivo, comemos as mesmas coisas, fazemos o mesmo para nos divertir. todo dia é sempre igual. . . . . não consigo ainda me animar para sair e ficar no meio da multidão. minha mãe e minha filha são meu grande conforto. e minha filha é a razão da minha vida.

gostaria de ter um objetivo na vida. de me apaixonar por uma atividade e preencher meu dia a dia com coisas a buscar e realizar. mas, com 33 anos estou acomodada. . . no trabalho, no casamento, na maternidade. e o pior é que, no fundo, acho que não sou boa esposa, boa mãe, nem boa funcionária. não sou boa em nada do que faço, mas me esforço constantemente para ter uma fachada perfeita.

meu Deus, meu Deus, tu conheces os desejos do meu coração.

me proporcione felicidade. para mim e toda minha família. expulsa, meu Deus, toda aflição, angústia, ansiedade, depressão, tristeza infundada, da vida da minha família. por favor, rompa esse elo. me dê proteção na viagem e faça com que a cada dia eu me sinta melhor ... que eu encontre conforto nas suas palavras.



Escrito por Raquel às 17h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


estou bem. 80%. hoje fui com a Gi, meu pai e minha mãe para a água mineral. foi bem legal, não me senti mal. estou um pouco preocupada com meu pai, dele ficar deprimido por estar em casa, aposentado. também um pouco ansiosa com a aula de dança. a última não foi muito legal, não consegui fazer os passes, fiquei com vergonha. mas, vou continuar indo pq preciso de uma coisa lúdica e daqui a pouco vou ficar sozinha em casa pq o maridão vai fazer um curso no trabalho... também a empregada está acomodada, tive que chamar na regulagem. e tem a questão da gravidez... tomara que a giovana encare bem essa mudança. hoje vou ler uma história na classe dela. Deus é tão bom comigo que me encheu de trabalho para eu não ter tempo de ficar ansiosa com isso. rs. é verdade. hoje a noite tenho comunhão. vamos ver se minha mãe fica com a filhota. bem é isso. mais um dia. mais uma vitória. só aquela aflição na boca do estômago, que é irritante, exasperante, mas não é nada. não me tira o ânimo, nem me incapacita. isso vai passar. isso vai passar. se Deus quiser.

 



Escrito por Raquel às 16h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


estou no trabalho. bem melhor. hoje a angústia não está aqui. aliás não tenho nada para fazer no trabalho... que tédio. rs. tô aqui fuçando na internet, pensando em fazer uma viagem para roma. só falta a grana. hoje descobri que o padre jonas habib também está com depressão. nossa, fico pensando se não estou reclamando demais. a minha angústia/ansiedade/aflição é leve. não estou tomando remédio. sigo minha vida normalmente. E essas pessoas de Deus? com depressão profunda? que doença é essa. porque isso acontece, o que devemos enxergar, o que fizemos? se tudo tem uma causa e depende da vontade soberana de Deus, porque as pessoas são "escolhidas" para ter isso. é o orgulho? ou são faltas passadas. ou talvez "culpa". meu professor do esde disse que muitas vezes ficando chocados com pessoas que, -em pleno século XXI-, se supliciam com silícios, chicotes etc. mas, que muitos fazem isso com a culpa. se martirizando, punindo e sofrendo pela falta de auto-perdão. será que estou fazendo isso.

hoje também encontrei a Gabriela e ela me perguntou se isso que eu tive não é falta de foco... talvez. minha vida está um tédio mesmo. já sou concursada, já sou casada, já sou mãe, já tenho minha casa e meu carro. tenho tudo. é até falta de vergonha sofrer né?!

Senhor, Divino Pai Eterno, dai-me sabedoria para ver como minha vida é perfeita, como o Senhor me presenteou com tantas e tantas coisas boas. O marido e filha perfeitos que tenho. A casa linda, quitada, no melhor lugar de Brasília. Pais presentes e próximos. Um trabalho disputado por milhares de brasileiros. Beleza e inteligência. TEnho tanto, tanto, tanto. Dai-me sabedoria para ser feliz com o que tenho, ou para enxergar a lição que devo aprender com essa adversidade. Eu te amo tanto Pai, confio tanto em Ti. Ajuda-me. Não me deixa enfraquecer. Pensar em suicídio. Desistir da vida. Cura-me.

 



Escrito por Raquel às 14h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Hoje dormi melhor, até sonhei .... A muito tempo não me lembrava de sonhos. Andei um pouco na academia. Não estou conseguindo malhar. A Giovana está acordando cedo e o Renato está indo trabalhar de manhã. Aliás ele está super cuidadoso e carinhoso. Acho que queria muito este filho... Não estou sentindo, neste momento, angústia, mas também não estou eufórica.
Tenho que tentar ficar em casa, tentar ficar bem... Qual o gatilho disso? Senhor, meu Deus, sei que cometi faltas, mas, alivia minha dor, não deixe meu Deus que eu enfraqueça e perca minha sanidade, me mostre o caminho da cura, por favor! Meu anjo da guarda, me proteja, me governe, esteja sempre junto de mim.



Escrito por Raquel às 14h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


27/04

Descobri que estou grávida. Fiquei feliz, mas estou ansiosa, angustiada. Muitas mudanças. Médicos, exames ...pensar no quarto e no futuro. Duas crianças para cuidar. Dois para ir ao médico, escola, natação, dentista ... Medo de não conseguir dar conta, para mim ficou mais difícil ter iniciativa para essas coisas, até fazer compras está difícil. Que cansaço administrar casa, fazer mercado, orientar empregada ...
Queria tanto voltar ao que era antes, quando não sentia essa angústia na minha vida, não tinha medo de ficar sozinha, nem de fazer as coisas. Agora é esse sentimento me rondando, me rondando sempre. Hoje acordei melhor, mas nunca estou totalmente feliz, tô sempre ligada nesta sensação. E totalmente dependente da minha mãe. Tudo que faço é com ela. Estou sempre na casa dos meus pais. No restante do tempo trabalho, faço aula de dança, estudo do esde, academia. E quando vai chegando o fim de semana me dá aquela aflição.
I



Escrito por Raquel às 14h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


essa semana estou melhor, de novo. tudo passa, pelo menos isso é certo. Eu falei para minha psicóloga na última sessão do meu medo da tristeza nunca passar e ela perguntou: mas, não passou? vc não está bem hoje? pois é, algumas coisas óbvias são tão difíceis de enxergar. por isso a importância de ter uma visão positiva das coisas.... então fiquei mais feliz com isso, a angústia durou três dias e passou. ao invés de ficar ansiosa pq a doença não vai embora, vou ficar feliz pq, por enquanto, passou....

também fiquei super  feliz de entender um pouco a personalidade do meu marido. o que eu achava que era falta de amor e respeito, pq ele é "mestre" em fazer as coisas sem me consultar, virou uma qualidade, ele tem personalidade, é um homem de iniciativa, quando pensa em quer fazer alguma coisa, pronto, já fez. Foi assim com a moto, com o pedido de casamento ( queria casar assim que os papéis estivessem prontos), com o carro! não sou eu, é ele. só tenho que encontrar o compasso, o meio-termo entre a minha personalidade e a dele....

bem então é isso, mais um dia abençoado por Deus. minha vida começa a fazer um pouco de sentido. ... caridade, ser boa mãe, ter mais tempo para mim, trabalhar minha espiritualidade.

agora só falta acordar um belo dia com toda essa angústia bem longe de mim.



Escrito por Raquel às 15h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


hoje não acordei com taquicardia........ mas não estou 100%. dúvida e cansaço. e medo. medo de perder a razão. medo de não poder fazer as coisas do dia-a-dia. medo de não ser feliz novamente. medo de não amar meu marido. medo do meu pai ficar doente. medo da minha filha crescer e ir embora. medo, medo, medo. angústia por viver essa vida sem sentido. parece que não há nada de útil na minha existência. e eu não tenho força de vontade para melhorar nada.

sei que não devo reclamar. enxergar as coisas boas da minha vida. tenho um emprego que milhares de pessoas lutam para ter em cada concurso público que aparece. tenho um marido forte, responsável, viril. tenho uma filha linda, perfeita, amorosa e inteligente. tenho casa própria no melhor lugar da capital do Brasil. tenho salário. pais que moram perto de mim. irmãos. saúde física. meu Deus, meu Deus permita que  a felicidade terrena inunde meu coração. leve embora minhas dores espirituais, minha solidão, arranque de mim toda angústia, toda ansiedade, toda impaciência. Me dê a graça de uma vida feliz, esteja em meu coração meu Deus. Só em ti posso encontrar consolação para minha angústia.



Escrito por Raquel às 14h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Escrito por Raquel às 10h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Escrito por Raquel às 10h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


de novo acordei com aquela sensação ruim. e o meu sono está voltando a ficar agitado. acordo várias vezes depois das quatro horas da manhã. estou com tanto medo de tudo voltar. estou com medo de voltar e eu estar grávida pq não vou poder tomar remédio. Nossa, pq isso está acontecendo. Eu sou muito instável. fiquei super abalada com minha filha, pq ela tem quatro anos e está chorona, não quer dividir as coisas com os coleguinhas. Me senti culpada, pq ela é o espelho da minha criação. Ela está sem regras, mimada. E é tão difícil chamar a atenção, sentir pena do seu filho que vc ama tanto. Ai, ai, minha cabeça não para. já chorei tanto hoje. já fui na comunhão, na igreja e estou aqui no trabalho, rezando, rezando. é só isso que consigo fazer. não consegui nem ficar em casa, nem contar para  a minha família como estou. Não tanto por vergolha, mas por medo de dar trabalho. não quero que eles pensem que sou um fardo. Preocupar minha mãe, minha sogra, estressar o Renato que não entende isso e fica entre desnorteado e puto.

também não consigo fazer amizades profundas. falo com as pessoas mas não tenho ninguém, nem meu marido, que compartilha das minhas angústias. talvez só uma pessoa assim, mas ela mora no Rio de Janeiro... e tem filha e a vida dela, é um saco ficar conversando sobre isso pelo telefone.

quero tanto, desesperadamente, desesperadamente não ter isso. não quero Senhor ter medo / tristeza / ansiedade / angústia sem motivo....preciso de ajuda, só não sei que ajuda, não sei a lição que tenho que tomar disso tudo ............ socorre-me Senhor....



Escrito por Raquel às 10h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


02 de abril....

depois de muito tempo sinto que tive uma pequena recaída. passei por problemas esta semana, briga com meu marido e reclamações da minha filha. ela tem quatro anos e está com dificuldade de reagir com as frustações.... a culpada? eu e o pai dela. que nem ao menos conseguimos sentar e concordar com um castigo apropriado. Eu no auge da minha fragilidade mental, fiz uma tempestade horrenda, gritei com a menina, chorei, dei castigo, falei horrores. e depois me senti culpada. e ainda estou me sentindo. para piorar sonhei a noite inteira que o meu marido tinha marcado de me encontrar em um lugar para fazermos um concurso e eu não sabia bem onde, não estava com celular, ia deixa-lo puto e perder a prova. Acordei várias vezes durante a noite neste sonho. E para uma pessoa ansiosa..... acordei com um pouco de taquicardia. e veio aquele medo do medo voltar. irracional. fui à igreja e chorei, chorei. nossa, como sou desequilibrada, o mínimo problema me afeta e lá vou eu pentelhar Deus com minhas lamúrias e lamentações.... não sei o que faço na maior parte da minha vida, como criar minha filha, que curso fazer, se estudo, se saio, o que come, engordo, emagreço. esse medo de não estar fazendo as coisas certas me persegue. essa obrigação de agradar a tudo e a todos. de ser responsável por todos me sufoca. e não consigo me desvincular disso ... .... criei uma rotina com mil coisas para fazer e aí os dias vão passando, mas, quando vem o problema, aqui estou à beira de outro episódio de pânico. Pelo menos ele não veio ainda, pelo menos sei que passa. Nossa, e eu fico olhando todas as dificuldades deste mundo. o espiritismo fala que a Terra é um lugar de provas e expiações. Eu vendo hoje o reprise do globo repórter e a matéria era sobre o sistema de saúde de Belém. Que tristeza, as pessoas sofrendo, parecia o Umbral, e a história de uma mãe vendo a filha sofrer. Eles filmaram a menininha de um anos num esforço desumano para respirar, não tinha UTI, não tinha oxigênio. A médica desesperada, vendo a criança morrer. E os pais meu Deus. Que sofrimento é esse?! A menininha morreu minutos depois. Tanta dor! Eu fico pensando o quanto sou imperfeita, orgulhosa, vaidosa, materialista. O que eu estou fazendo nesta vida, quem estou ajudando, se estou evoluindo. Se quando desencarnar serei feliz ou irei para outro mundo de provas e expiações sofrer novamente. Pq nem estou sofrendo direito e tenho todo esse medo e fico implorando a Deus para aliviar minha dor. Mulher fraca. Descrente. Tenho tudo, tudo para ser feliz. Tive tudo muito cedo na minha vida. Quase zero de decepções e fico tendo a pretensão de controlar tudo e todos. Não vejo minha inferioridade, não permito que Deus proveja cada dia da minha vida. As preocupações teimam em permanecer na minha cabeça.

Também estou preocupada com meu pai. Ele também sofre dessas coisas que tenho. Ele e meus três irmãos tem níveis oscilantes de depressão. Ele também não tem amigos. Vive para o trabalho e vai se aposentar. Meu Deus ilumine o espírito dele. Lhe dê saúde física e espiritual para se encontrar, para passar por essa mudança da vida dele.

hoje estava na igreja e no meio do prato lembro do meu avô. Sempre lembro dele. Será que ele está pertinho de mim, será que pode me ajudar?! Penso tanto nele na comunhão. O rosto dele me vem na mente sabe?! E um sentimento de afeição tão lindo! Será que ele está me acompanhando? onde estará minha mãe? será que já encarnou novamente? ou também está me ajudando?

Fiquei tão chocada com o caso da Cibele Dorsa. Se matou dois meses depois do noivo. Pulou da mesma janela que ele. Mas, antes, parece que cortou os pulsos. Acho que ela estava pensando em se matar a tempos. Fez duas tatuagens significando caminho e Uranda. Parece que ela frequentava a umbanda e quer ir para esse lugar encontrar o amado e ser guia espiritual. Que a alma dela seja ilumindada. O espiritismo ensina que o suicida vai para a região do umbral e fica sentindo as dores da morte, a putrefação, agonizante, sofrimento puro .... Então temos que sofrer nossas provas e expiações resignados, cientes que foram por nós escolhidos para evoluirmos nosso espírito. Antes de encarnar escolhemos o que vamos passar, confiantes que podemos suportar tal fardo. Mas, o fardo pode ser aliviado por Deus. Ele não nos livrará desse fardo, mas estará ao nosso lado, nos aliviando e confortando. Com Ele, todas as dores serão mais leves, as dores mais confortantes. Bem aventurados os aflitos porque serão consolados ... ... 

Eu peço que Deus ilumine meu caminho. Me console. Me dê sabedoria para entender essa dor. Essa angústia que ronda minha alma. Esse mal que não tem remédio, que não tem causa. Me dê forças para ser paciente com a minha filha e para entender que eu não controlo os outros e nem o que acontece na minha vida. Tenho que aceitar que Deus provê meus dias. E que vai passar. Fatalmente irá passar. 

E quanto mais eu sofrer, melhor, se eu passar por essa prova/expiação com louvor, com resignação, com caridade, terei evoluído nessa encarnação e talvez volte para a Terra, quando ela for um mundo superior. Dizem que no ano que vem vai haver uma transição e que a Terra deixará de ser um mundo de provas e expiações. Então os espíritos resistentes, que não quiseram evoluir, encarnarão em outro mundo inferior. Assim como aconteceu com os exilados de Capela, que originaram a raça adamica. E sentirão falta da tecnologia que temos, de todos os avanços tecnológicos e científicos que melhoraram nossa vida terrestre.

depois escrevo mais .

bju

 



Escrito por Raquel às 10h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


continuo bem. resolvi bem problemas práticos. encerrei com a antiga psicóloga, foi bem fácil. Fechei a festa do renato e já comprei o presente dele. tenho só que ver a questão do toldo. não tive mais taquicardia, a angústia permanente também passou. sinto só um espectro de vez em quando, como se ela estivesse querendo chegar. principalmente em ocasiões sociais, casamento, churrasco. fico achando que não vou me divertir, que não serei divertida. ainda não me sinto útil no dia-a-dia. estou no estudo sistematizado terça-feira e só. acordo todos os dias para ir à academia. mas, não encontrei algo que eu faça só para mim e que me traga felicidade. não estou estudando para melhorar de emprego. não estou fazendo algo que me dá muito prazer. não tenho muitos amigos. ainda me sinto só. fico pensando o que vou fazer quando minha filha for independente. quando eu me aposentar. será que vou ter amigas? será que vou conseguir ocupar meu tempo?



Escrito por Raquel às 15h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


estou bem. tenho que ligar para minha psicóloga antiga e encerrar o tratamento pq comecei a fazer terapia com outra aqui do trabalho. é mais cômodo para mim pq não preciso perder parte do meu dia me deslocando. não estou angustiada hoje, mas estou irritada e triste com meu marido. mas, como tem um motivo é bem menos sofrida a sensação. ele vive de mau-humor. credo. passo a maior parte dos dias longe dele, ele adora ficar só, fazer as coisas deles, se fechar no mundo dele. e quando entro um pouquinho neste mundo ele fecha a cara. está de mau-humor. não aguento mais. só que fico achando que é uma besteira tão grande para acabar um casamento. e ele é bom pai. trabalhador. fiel. forte. eu nunca fui forte para rompimentos. odeio ficar sozinha. e nesta idade e com uma filha, esse será o meu futuro. arghhhhhhhhhhhhhhhh. que idiota. e eu sei que nem ao menos vai pedir desculpa.

fui



Escrito por Raquel às 12h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Estou bem fisicamente, não tenho taquicardia, nem aquela angústia incontrolável e desesperadora. Mas, estou triste, oprimida. E cansada. Aquela sensação que sempre está rondando, as vezes se instala por um momento e vai embora, mas está sempre à espreita. Estou tão cansada. Quero tão desesperadamente me sentir feliz, encontrar enfim minha felicidade. Me sinto só. Dificuldade em fazer amigos. Dificuldade em encontrar coisas para me divertir. Mas, não vou ficar reclamando. Mas, vou pensar no longo caminho que percorri e nas coisas horríveis que deixei para trás. Em dezembro eu estava em posição fetal na cama, sem comer, ver minha filha, pensando em suicídio. Depois tive crises de pânico esporádicas, mas que me deixavam fisicamente frágil, não estava dirigindo, não ficava só. todo mundo estava preocupado. Depois aquela angústia que durava três dias sem parar. Sofrimento sem fim. Tristeza sem fim. Desespero. Agora tá tudo bem! Estou fortalecida, não está 100%, mas 75% já é uma vitória e tanto. um milagre na minha vida. uma melhora só com Deus, sem remédio... eu estou conseguindo. obrigada meu Deus.... obrigada.



Escrito por Raquel às 15h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


15 de fevereiro. eu estou bem. só as vezes que vem a tristeza, melancolia, opressão. Graças a Deus controlável, mas muito cansativa. parece que nada tem graça que minha vida é vazia, uma sucessão de coisas sem sentido, que vai ser todo dia igual, o de sempre. acordar, malhar, trabalhar, pegar a giovana na escola, ir nos meus pais, dormir.

sentimento de não fazer diferença no mundo.

procuro insensantemente a força no Senhor. Toque meu coração divino pai eterno, cura minhas feridas, devolve-me a saúde da alma. Permita-me ser feliz novamente. Me socorre, como me socorreu e me colocou em vosso colo no momento de maior aflição. Tu não viraste suas costas para mim, me ajudaste a sair do abismo, agora Pai, pega em minha mão para que eu não chegue na beirada e me desequilibre, caindo novamente. Eu olho o abismo e me dá calafrio, calafrio de tristeza, de angústia. Não quero voltar para lá, não quero perder minha sanidade.

Faz com que eu me baste a mim mesma. que eu goste de estar só comigo mesma. que eu tenha confiança de que sou agradável, que nunca ficarei só, sem amigos, sem família, sem ninguém.

fico pensando que meu casamento vai acabar, que não tenho amigos, que não sou simpática, fico forçando conversas, que algo vai acontecer com minha filha ou ela será independente e não vai querer saber de mim. e aí serei eu e o R. com quem não converso, mal vejo. malha, corre e nada de manhã. no final da tarde chega tarde do trabalho ou vai para a maçonaria. ou quando vai para casa fica no computador, vendo tv e dormindo antes das nove. novamente eu fiquei com toda a responsabilidade sobre a giovana. mas, não posso reclamar pq isso ocupa minha mente. sou tão idiota que fico me sentindo mal em ir para a casa da minha mãe quando ela não está comigo.

Tenho que acreditar na providência divina. ser positiva. ter fé!!!!!!!!!!!!



Escrito por Raquel às 11h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil





BRASIL, Centro-Oeste, BRASILIA, ASA SUL, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, Livros, Cinema e vídeo



Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis